Loading...
Sem categoria

Bullying infantil: qual o sinal de que coisas não andam bem?

menino triste com duas meninas atrás zombando dele

O começo da rotina escolar sempre gera muita expectativa. É um universo novo de amigos, professores, compromissos e obrigações.

Nesse processo, muitos desafios fazem parte do dia a dia dos seus filhos. Desafios esses que significam muito para o progresso das crianças e precisam ser tratados com muita seriedade.

O bullying infantil é um desses, e pode motivar consequências graves para a autoestima e o bem estar da criança.

Aqui no blog já falamos um pouco sobre o bullying e como o teatro pode ajudar.

Mas, afinal, quando é que o sinal vermelho deve acender?

O bullying infantil é só um dos problemas que podem ser enfrentados na base do diálogo (e da observação).

Infelizmente, nossa sociedade ainda nutre preconceitos fortes que ditam muitas das nossas ações. Muitas vezes, essas diferenças não são respeitadas, causando sofrimento e dor.

Para que isso não seja uma realidade para seu filho, e claro, para nenhuma outra criança, converse e procure compreender de verdade o que é que seu filho conta sobre os dias na escola.

Observe coisas simples, como o nome dos amigos, as emoções envolvidas, a empolgação, os detalhes…

Evidentemente, algumas crianças escondem os problemas que enfrentam por vergonha ou medo. Por isso, se o seu coração sentir qualquer desconfiança no relato que seu filho faz em casa, vá até a escola. Converse com os professores, pergunte, descubra se as duas realidades batem.

Escola e família andam juntas

O bullying infantil não é uma brincadeira boba, nem uma questão que seu filho “precise superar e deixar para lá”. O bullying é um problema real que precisa ser compartilhado entre a escola e a família.  

O bem estar do seu pequeno não é uma brincadeira, é cuidado e respeito!