mão escrevendo uma carta com o espirito de Natal
Tempo e família

Cartinha para o Papai Noel: um jeito carinhoso e criativo de educar

Tempo de leitura: 5 minutos

Natal é pura tradição. São histórias e costumes que se misturaram ao longo dos anos e foram transformando uma das celebrações mais importantes da nossa sociedade. Dessa forma chegamos até os costumes atuais, e que continuam mudando…  

O Papai Noel mesmo é uma figura que sofreu várias influências e foi se moldando como o conhecemos: o bom velhinho, de barba branca, vestido de vermelho com um saco nas costas. A verdade é que não existe Natal se não tiver o bom velhinho entregador de presentes, principalmente para as crianças.

Ele é uma figura muito importante do imaginário infantil. Um mistério que dá luz e diversão para a data. Toda família acaba embarcando nessa imaginação, e quem tem criança em casa conta e reconta essa história muitas vezes. O roteiro natalino dura até que as crianças crescem e o mistério vira uma verdade que preenche, para sempre, o coração com as boas lembranças de época em que a magia era o ingrediente principal do Natal.

Por que você deveria incentivar seu filho a escrever uma carta para o Papai Noel?

Há quem ache que escrever cartinhas para o Papai Noel é uma bobeira, mas elas têm um papel até mesmo educativo.

O simples ato de parar para escrever já é muito importante para, por exemplo, o desenvolvimento da escrita de crianças que começaram a estudar agora. Acompanhar e observar como seu filho tem avançado nessa habilidade é fundamental para que você, como mãe ou pai, possa ajudar no desenvolvimento escolar.

Escrever para o Papai Noel também pode ser um momento de reflexão sobre vitórias e aprendizados durante o ano. Hábito importante em qualquer idade e que muitas vezes, nós adultos, acabamos deixando de lado. No entanto, rever nossas atitudes e repensar o valor dos nossos atos é uma etapa importante da nossa evolução. A cartinha natalina tem uma introdução essencial ao resumir e avaliar o comportamento da criança durante o ano. Cada criança, dentro da sua compreensão sobre o bem e o mal, precisam rever seu atos. É uma oportunidade de ensinar sobre respeito, educação, estudos, empatia, carinho…valores fundamentais para o crescimento da criança.

Além disso, o próprio Natal, embora desperte bons sentimentos, é uma época do ano em que as desigualdades sociais acabam ficando mais expostas. Enquanto famílias ganham os melhores presentes e têm a mesa farta, outras mal conseguem celebrar com tantas dificuldades sociais e estruturais. Escrevendo para o Papai Noel surge a chance de abordar essa questão de forma sutil. Você pode aproveitar para ensinar sobre moderação dos pedidos, valor material e valor sentimental, e ainda controlar a ansiedade e a frustração dos pequenos.

Ainda dá tempo!

Seu filho ainda não escreveu a cartinha deste ano? Tudo bem, afinal, o relógio do Natal tem o ritmo que nossa imaginação quiser. Incentive seu pequeno a escrever uma cartinha bem bonita. Compre uns papéis diferentes, faça umas colagens natalinas e estimule a criatividade. Viva com ele essa fantasia cheia de amor!

Erika Zordan

Jornalista e Produtora de Conteúdo no Clubinho de Ofertas. Mineira de raiz, carioca de coração. Sou apaixonada por histórias e acredito muito no poder de transformação da educação.