mulher fazendo contas com uma calculadora
Finanças

Em que pé estão suas finanças?

Tempo de leitura: 5 minutos

A conta não anda fechando por aí? A verdade é que o início do ano é um período bastante complicado para o orçamento, sobretudo, o familiar. É férias escolares, carnaval, material escolar, impostos municipais e nacionais, tentação dos ovos de Páscoa. É realmente difícil segurar as pontas sem perder o controle.

O mês da abril é um ótimo momento de organizar isso e começar a colocar tudo em ordem, até porque as festividades começam a acalmar em maio, junho e julho. Aí chegam novas férias, e é preciso manter a rédea do orçamento.

Aqui no blog temos diversos post sobre finanças: como economizar no mercado; como economizar com passeios, como falar sobre dinheiro com os filhos.

A gente sabe que esse é ponto importantíssimo para a família e, geralmente, uma dor de cabeça.

Dessa vez, vamos dar algumas dicas de como começar a entender suas reais condições financeiras. Para isso, três dicas podem te ajudar (e muito!).

Conheça toda sua sua renda líquida

Para começar uma organização financeira é preciso, antes de mais nada, saber qual dinheiro está disponível para ser utilizado. Assim, é possível identificar quanto se tem para remediar o dano. Para isso, cheque as contas correntes e poupanças, investimentos de curto prazo, dívidas a receber, toda e qualquer possibilidade de adicionar renda. É importante lembrar que você não deve considerar como crédito se você não tem certeza sobre a entrada desse valor.

Calcule sua renda mensal

É primordial compreender seus limites orçamentais, para isso, mapear as contas fixas é o primeiro passo. Em seguida, busque compreender o destino dos seus gastos, para que assim você possa estabelecer prioridades. Para isso você pode usar as dicas que a gente deu no post sobre como deixar as dívidas para trás.

Não deixe dívidas e pagamentos para depois

Vá se livrando das dívidas para que você possa ter plena administração do seu orçamento. Não use o dinheiro com outras despesas, nem caia na tentação de atrasar o pagamento e, consequentemente, pagar juros. Muitas vezes eles dão a falsa sensação de apoio, mas, na verdade, só estão retardando seu processo de organização e controle.

Por último, quase uma dica bônus, não tenha receio de reconhecer o momento de crise. Seja firme, mantenha o planejado e não ceda aos seus impulsos. Desequilíbrio financeiro e racionamento são circunstâncias comuns à rotina familiar. Eles não necessariamente simbolizam problema, podem ser reflexos de um plano a longo prazo ou a realização de um sonho. E, mesmo que seja uma dificuldade, está tudo bem, faz parte.

O Clubinho de Ofertas é seu parceiro de economia. Nossas dicas te ajudam a manter o orçamento em dia e nossas ofertas te ajudam a se divertir sem estourar com ele. Bora?

Erika Zordan

Jornalista e Produtora de Conteúdo no Clubinho de Ofertas. Mineira de raiz, carioca de coração. Sou apaixonada por histórias e acredito muito no poder de transformação da educação.