casal recebendo a chave da casa nova
Educação

Foi transferido de cidade? Saiba como ajudar seus filhos com a novidade!

Tempo de leitura: 5 minutos

Mudar de cidade é uma transformação intensa em qualquer idade. Não importa se você é jovem, adulto ou velho. Se adaptar com ruas, casa, amigos, escola e hábitos diferentes requer explorar muitas habilidades. É uma novidade que mexe com todos os setores da nossa vida e exige um esforço pessoal para, principalmente, a timidez de lado. Não importa se você tem família ou até amigos que te apoiem, estar cara a cara com tudo novo pede muita desenvoltura.

Imagino que você tenha se colocado nesta situação descrita. Agora imagine tudo isso se passando na cabeça de uma criança. É realmente um desafio marcante e que muitas vezes, por imaturidade, não é muito bem recebido. Os motivos para a mudança podem ser vários, mas muitos são reflexos do mercado de trabalho, uma transferência profissional que reconfigura tudo.

E aí que mães e pais ficam divididos entre o sucesso profissional e o bem estar dos filhos.

O Clubinho de Ofertas, hoje, vem dar algumas dicas para diminuir um pouquinho esta angústia.

  1. Como toda a relação familiar, o diálogo precisa ser prioridade. É claro que a compreensão sobre o que está acontecendo varia de idade para idade. No entanto, explicar o fato de maneira simples e valorizando os benefícios pode fazer com que este processo seja menos problemático.
  2. Cerque sua família de informação. Evite que a criança se sinta perdida na nova cidade. Então, aproveite todos os momentos livres para passear, conhecer coisas novas, mostre fotos, descubra os pontos turísticos e converse com as pessoas.
  3. Demonstre que a mudança não implica na perda das amizades. Se você tiver amigos de longa data que moram longe, esta é a hora de mostrar como vocês continuaram juntos. Hoje, com o avanço das tecnologias, manter o contato acabou ficando muito mais fácil.
  4. Fazer do lar um refúgio familiar também ajuda muito na adaptação. Por isso, tente equilibrar as velhas referências com a possibilidade do novo. No quarto, explore a decoração e deixe que a criança participe dando ideias e colocando em prática, mesmo que no final não fique assim tãããão charmoso. O objetivo aqui é se sentir bem, e com o tempo você vai ajustando.  
  5. Evite acumular mudanças. Mudar de cidade já vai ser motivo suficiente para deixar a criança ressabiada. Então, fases como trocar de fralda, sair do berço para cama, dormir sozinho..são atividades que podem esperar um pouquinho.

Não tem muito segredo. Algumas crianças, sobretudo os adolescentes, podem ficar mais aborrecidos, mas no geral eles gostam de novidades. Converse bastante, explique, dê possibilidades e destaque o que tem de bom, como pontos turísticos empolgantes, por exemplo. Assim será mais fácil ela entender que precisa ceder um pouco para que você também se sinta feliz.

No mais, faça com que a semana seja recheada de momentos bons e divertidos. Se a sua mudança for para o Rio de Janeiro, Niterói ou São Paulo, o Clubinho de Ofertas tem ofertas incríveis para te ajudar com essa novidade toda.

 

Erika Zordan

Jornalista e Produtora de Conteúdo no Clubinho de Ofertas. Mineira de raiz, carioca de coração. Sou apaixonada por histórias e acredito muito no poder de transformação da educação.