prato de refeição com salmão e legumes saudáveis
Cuidado e bem-estar

Páscoa da inclusão: cuidando da sua saúde e do outro

Tempo de leitura: 4 minutos

A época da Páscoa é uma perdição para as crianças – e para os adultos também. Os mercado são tomados por ovos de chocolates, as propagandas são só cores e sabores, e seja na escola, no cursinho ou na aula de música, a data é celebrada trocando muitos chocolates. É difícil resistir!  

A grande maioria não resiste e se joga no feriado mais doce do ano.

Muito chocolate, muita comida, mas….e quem não pode com tudo isso?

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), o diabetes infantil cresce 0,3% ao ano, e no Brasil já representa, aproximadamente, 30 mil crianças diabéticas.

Ou seja, uma época difícil para pais e filhos que vivem uma dieta restritiva na Páscoa.

Quem tem diabetes não passa vontade. Ninguém é proibido de comer essas coisas, mas é bastante importante ter equilíbrio.

De olho em todas as refeições!

Muitas vezes lembramos apenas do açúcar dos ovos de chocolate, mas eles não são os únicos vilões do feriado. De fato, a ingestão de açúcar é extremamente prejudicial, e não só para quem sofre com a diabetes. A combinação dele com tantos outros alimentos calóricos do almoço de Páscoa pode ser muito prejudicial para essas pessoas.   

Não basta optar pelos chocolates diets, esses podem até não conter açúcar, mas trazem outros ingredientes, como a gordura, que são tão prejudiciais quanto. Outros alimentos cheios de carboidratos, como pães, arroz e massas também acendem o sinal vermelho.

Sendo assim, como lidar?

Levar uma vida saudável não é baseada na restrição, mas no controle. Ninguém precisa sofrer para cuidar do seu organismo, tudo pode ser solucionado tendo em mente o consumo equilibrado. Logo, diabéticos comem ovo de Páscoa, mas de maneira balanceada e orientada pelo médico. E essa consciência sobre os alimentos que consumimos deveria ser um hábito para todos.

A dica é: não precisa ter um familiar diabético ou com qualquer outra restrição alimentícia para repensar sobre o que você come e quanto.

Datas como Páscoa ou Natal são ótimos momentos de reflexão e aprendizado. A partir do momento que todos entram nessa lógica mais saudável, a data também tornar-se mais fácil para quem precisa conviver diariamente com as moderações.

Ou seja, todo mundo promove o bem para si e para o próximo.

 

Erika Zordan

Jornalista e Produtora de Conteúdo no Clubinho de Ofertas. Mineira de raiz, carioca de coração. Sou apaixonada por histórias e acredito muito no poder de transformação da educação.