Educação

A educação infantil do seu filho pede atenção

Existe uma preocupação comum a toda família: a educação dos filhos.

Geralmente, os pais procuram as melhores instituições de ensino, tentam complementar suas escolhas com atividades extras como cursos, esportes e programas culturais. Tudo para dar a melhor educação infantil para suas crianças.

Mas será que você tem acompanhado (de verdade) a rotina escolar do seu filho?

Não basta esperar o boletim no final do semestre. A educação do seu filho merece acompanhamento e interesse. Pequenas atitudes que refletem diretamente no desempenho dos alunos na escola.

É claro que na correria do dia a dia dar essa atenção requer uma dedicação e, sobretudo, uma organização. Reconheça que existe um mundo escolar que é essencial na vida do seu filho, e que é grande parte dela, inclusive. Que seu filho passa algumas horas do dia (e todos os dias) no colégio, ao lado de professores, amigos, aprendendo coisas novas. E que é na escola que eles criam uma grande parte das histórias que têm para contar. Lá eles descobrem muitas coisas sobre a vida e sobre si mesmos.

Não é só uma cobrança, é se importar!

Considere não apenas checar as notas, o dever de casa e ir às reuniões de pais. Busque gostar de conhecer o seu filho e a rotina que ele leva, indo muito além das obrigações. Entre de cabeça no universo escolar do seu filho.

A educação infantil é recheada de fatores diferentes que levam ao aprendizado. Cada experiência é um tijolinho colocado na construção das personalidade e da trajetória da criança. Seja através dos passeios escolares, das feiras de ciências ou dos namoricos de adolescência.

Tente sempre lembrar que seu filho tem as próprias vivências para contar e que, para eles, esta é a realidade mais verdadeira e importante.

Encontre o equilíbrio.  

É claro que vida de mãe e pai não é fácil e pede jogo de cintura. É bom que os pais se façam presentes, mas também é preciso cautela para respeitar espaços.

Quando sua atenção é focada para alto desempenho escolar, você restringe a relação familiar ao sucesso, e quando ele não vem como esperado, o medo fala mais alto. Da mesma forma, ao tentar ser o “melhor amigo” do seu filho, você pode, sem querer, invadir sua privacidade e tornar-se desagradável.

Ou seja, aos pais e às mães, sabedoria! Leia, se informe, converse com professores e com outros pais. Aceite que a caminhada da maternidade é um eterno aprendizado. Tudo bem se você não acertar hoje, mas dê o seu melhor e encontre a melhor forma de estar próximo de quem você mais ama. 

Deixe seu comentário