Loading...
Tempo e família

Organização pessoal começa com o pé no chão

mulher sentada com um computador no colo escrevendo alguma coisa em um bloco de notas

Planejar, planejamento, planos, planilha…todas essas palavras são quase como palavras de ordem para uma vida equilibrada. Infelizmente, a gente sabe que colocá-las em prática é uma missão das bem difíceis.

É quase natural que planejamentos nem sempre deem certo, afinal não temos controle sobre tudo nesta vida (na verdade, sobre quase nada).

Aqui no blog do Clubinho estamos sempre dando dicas e falando como começar e manter planejamentos, mas a dica de hoje é um pouco mais pé no chão.

Óbvio que para levar um plano à risca requer dedicação e compromisso. Sabemos que certas coisas precisam mesmo de rigidez. Acontece que,às vezes, nos prendemos ao medo de falhar, e mais, não apenas ao medo de falhar, mas a frustração pelas tantas tentativas fracassadas.

Se pararmos para pensar que, em média, vivemos 60 anos úteis – aqueles anos em que podemos ter controle sobre nossas escolhas e possibilidades; e ainda, se formos pensar que fazemos um planejamento por ano, só isso já seriam 60 planejamentos. É muito coisa!

Seja honesta (e solidária) com sua organização pessoal.

É justamente por isso que precisamos levar em consideração dois pontos fundamentais:

1- A vida é o agente controlador. É ela quem dita as regras e muda tudo de uma hora para a outra sem o menor consentimento nosso.

2- Se você é mãe, além do seu planejamento pessoal, você administra a vida de pelo menos 2 pessoas por alguns anos, estratégia financeira, escolar, viagens… e por aí vai.

Ou seja, planos falidos de organização pessoal são mais fáceis de acontecer do que os planos bem sucedidos.

Sabe o melhor?

Está tudo bem, também! Quando tudo dá certo é uma alegria e um orgulho, mas são os erros que nos ensinam e nos fazem evoluir. São as tentativas que nos mostram o melhor caminho.

Se você está sempre deixando os planos para amanhã porque está cansada de ver tudo sair do controle, é hora de se permitir.

Faça planos! No início do ano, no meio do ano, no final do mês, amanhã. Todo dia é um bom dia para (re)começar!