Dicas da Maria

Vamos falar sobre cárie?

criança no dentista

Ainda hoje em 2018 encontramos muitos mitos e dúvidas sobre a doença cárie. Na matéria abaixo vou desmistificar alguns desses mitos e te ajudar a entender o que é a doença, como ela se desenvolve e o que fazer para evitá-la de acordo com as evidências científicas que temos.

A Cárie é uma doença infecciosa?

 A cárie é uma doença que quando não tratada, pode destruir os dentes, muitas vezes comprometendo a saúde oral e a qualidade de vida.

A doença cárie ocorre quando há um desequilíbrio na flora da nossa boca, processo conhecido como disbióse. Assim como outras regiões do corpo, nossa boca tem muitos micro-organismos, que sozinhos, não são suficientes para o desenvolvimento das lesões de cárie, logo não é considerada uma doença infecciosa.

O que causa cárie?

O grande vilão não são os micro-organismos e sim, um antigo conhecido nosso, o açúcar. A doença é mediada pela dieta, portanto o que define ou não o seu estabelecimento é o comportamento alimentar de cada um.

A OMS, em 2015, lançou um Guia com recomendações sobre como deve ser feita a ingestão do açúcar por crianças e adultos com o objetivo de prevenir cárie e outras doenças relacionadas a ingestão excessiva de açúcar, como a obesidade.

A cárie pega? 

A cárie não é uma doença transmissível, apesar dos micro-organismos serem transmitidos pela saliva. Ao soprar uma comida, por exemplo, estamos transmitindo micro-organismos que é muito diferente do que transmitir cárie.

Caso a cárie fosse definida como uma doença contagiosa, poderíamos controlá-la com remédios ou vacinas, que é uma prática totalmente contra-indicada.

O que fazer para evitar a doença cárie?

Algumas medida fundamentais e cientificamente comprovadas para se prevenir a doença cárie são: aconselhamento a práticas alimentares, consumo inteligente do açúcar, escovação diária e uso de pasta de dente com flúor desde o nascimento do primeiro dentinho e consulta ao Odontopediatra que poderá oferecer um planejamento personalizado para cada família.

Referencias:

  1. Artigo publicado por: Sheiham e James, entitulado: “Diet and Dental Caries: The Pivotal Role of Free Sugars Reemphasized”, publicado em 2015.
  2. Artigo publicado por: Branca Heloisa de Oliveira e equipe, entitulado: “Cárie é transmissível?” Tipo de informação sobre transmissão da cárie em crianças encontrada através da ferramenta de busca Google”, publicado em 2017: http://revista.aborj.org.br/index.php/rbo/article/viewFile/817/590
  3. Guia sobre o Consumo de açúcar pela OMS: http://www.who.int/nutrition/publications/guidelines/sugars_intake/en/

Deixe seu comentário