mãe preparando lanche saudável
Educação

Chegou a hora! Que tal dar uma cara nova para a lancheira do seu filho?

Tempo de leitura: 6 minutos

Alimentar os filhos de uma forma saudável sempre foi uma preocupação para mães e pais. Acontece que antes era mais difícil encontrar dicas e orientações sobre como fazer isso. Entretanto, a internet chegou e mudou a forma como nos informamos. Hoje, é possível encontrar muitas coisas na internet que podem te ajudar a começar esta missão da alimentação saudável.

Com a volta às aulas se aproximando, é preciso pensar sobre o lanche escolar dos pequenos. Está querendo fazer uma lancheira mais colorida, gostosa e saudável para o seu filho? Pode continuar aqui que o Clubinho de Ofertas vai ter ajudar!

Atraente, prática e nutritiva

Para uma refeição ser uma boa opção de lanche, é preciso considerar alguns detalhes. Com seu filho não terá ninguém os estimulando a comer, aquele alimento precisa ser bastante atraente. Além disso, ele também precisa ser prático, afinal dificilmente as crianças terão como esquentar ou cozinhar qualquer coisa. E a praticidade também é sua amiga, já que quem irá preparar a lancheira todos os dias é você. Por fim, ela precisa cumprir nosso objetivo principal: deixar as besteiras de lado e oferecer uma dieta rica em nutrientes.

Sendo assim, como escolher os alimentos certos?

Busque pensar que alimentação é hábito e pode ser aprendido e incorporado ao longo dos anos. A infância é uma ótima fase para adaptações. A criança, apesar de algumas choradeiras, tem menos conhecimento sobre as diversas opções que a indústria alimentícia oferece. Assim, ao valorizar produtos naturais na dieta do seu filho, é muito mais fácil ele aceitar a opção e se adaptar ao cardápio saudável. Com isso em mente, hora de escolher os ingredientes do lanche escolar!

  • Frutas

As frutas são ótimas opções, pelo preço, praticidade, sabor e atratividade. É normal os pais optarem sempre pelas mesmas frutas, como banana e maçã – que são mais práticas, o que não agrada muito as crianças. Por isso, tente variar. Morango, manga, melancia, kiwi são ótimas opções para irem picadinhas em um potinho. Com variedade, seu filho não vai levar as frutas de volta pra casa. Valorize as frutas da estação, elas têm menos agrotóxicos e são mais baratas.

  • Para beber

Em primeiro lugar, incentive seu filho a beber água. Aqui, você vai conhecer os benefícios da água para a saúde dos seu filhos. Agora, para uma opção mais atraente, os sucos naturais atendem bem. Embora, em poucas horas, eles percam o sabor e os micronutrientes, quando bem conservados caem bem. Para isso, invista em uma garrafa térmica e opte por frutas como abacaxi, acerola e maracujá. Elas demoram um pouco mais no processo de oxidação.

  • Lanchinhos

Evite as adoradas bisnaguinhas. Elas caíram no gosto dos pais pela praticidade e por serem bem recebidas pelas crianças. Outras alternativas podem ser mais saudáveis e com menos conservantes. Experimente levar pães, bolos ou biscoitos integrais, e de preferência os caseiros e frescos. Procure deixar os industrializados para aqueles dias de improviso, quando a correria acaba nos vencendo.

Para um dieta completa para o seu pequeno, consulte um nutricionista e seja bastante sincero com ele. Diga suas limitações, dificuldades, disponibilidade de horário e, claro, seu paladar. Assim, ele vai conseguir traçar um cardápio perfeito para seu filho.   

No mais, para que o lanche escolar seja muito bem recebido pelo seu filho lembre-se: seja exemplo. O que seu filho leva para a escola precisa ser hábito dentro de casa também. O que significa que toda a família tem que entrar na rotina.

E aí, vamos voltar para escola de lancheira nova?

 

Erika Zordan

Jornalista e Produtora de Conteúdo no Clubinho de Ofertas. Mineira de raiz, carioca de coração. Sou apaixonada por histórias e acredito muito no poder de transformação da educação.